Category: Cansaço


O Rim

O rim é o guardião do Jing, a energia ancestral, e por ter essa função é considerado a “raiz da vida”. Jing é a sutil energia ancestral ou pré-celestial que os filhos recebem dos pais no momento da concepção. É ela quem determina a constituição de uma pessoa, como a sua força e sua vitalidade.
É um tesouro que deverá ser cuidado e bem guardado, para ser consumido ao longo da vida. Quando uma pessoa tem uma vida desregrada (uso de bebidas alcoólicas e drogas, trabalho físico e mental excessivos), essa energia será consumida mais rapidamente, resultando em pouca saúde, com o surgimento de possíveis desarmonias físicas e emocionais, além do envelhecimento prematuro: calvície, embranquecimento precoce dos cabelos e pele desvitalizada.
A energia ancestral pode ser comparada a uma vela, que será acesa no momento da concepção e que se apagará no momento da morte.
O rim além de abrigar o grande tesouro da ancestralidade, também tem a função orgânica de purificar o sangue e regular todos os líquidos corporais, além de produzir a medula e nutrir o cérebro e ossos.

O MEDO, INSEGURANÇA E INDECISÃO

“O que é o medo? Um produzido dentro da gente, um depositado; e que às vezes se mexe, sacoleja, e a gente pensa que é por causas: por isto ou por aquilo, coisas que só estão é fornecendo espelhos.” Guimarães Rosa – Grande sertão: veredas
A emoção que domina e é dominada pelo rim é o medo, que pode vir acompanhada de insegurança, indecisão, desapontamento e choque. A Medicina Tradicional Chinesa diz que o medo faz o Qi – energia – descender. Nas crianças o medo pode se manifestar através da enurese noturna.
As pessoas inseguras e indecisas podem apresentar algumas desarmonias típicas da deficiência energética do rim, como a ciatalgia, lombalgia, joelhos frios e fraqueza nas pernas, dificultando o movimentar na vida. O medo pode causar a inércia, levando à paralisação e a perda da capacidade de tomar decisões.
O rim pertence ao elemento água, que é representado pela ideia do movimento que busca o caminho mais fácil e que contorna os obstáculos, para chegar ao seu destino. Quando o medo torna-se crônico poderá haver uma grande acomodação na vida, sem lutas e pouca força de vontade.

FORÇA DE VONTADE E DETERMINAÇÃO

O rim abriga a “força de vontade”: quando o rim está forte, a força de vontade também o será, pois a mente colocará o seu objetivo e o perseguirá. Mas, se o rim estiver debilitado, a força de vontade será afetada e a mente perderá a coragem para alcançar o seu propósito. A falta de força de vontade são aspectos da depressão mental.

RIM PEDE DESCANSO E REPOUSO

A maior concentração energética no meridiano do rim é das 17 às 19 horas. É o horário que o organismo começa a mostrar o cansaço. Por ser o guardião da energia, o rim vai demonstrar através do cansaço, quando é que a energia está se declinando e pedindo descanso.
A estação que influencia o bom desempenho deste órgão é o inverno, quando prevalece a força da energia yin. O inverno convida ao descanso, repouso e à quietude, pois durante esta estação a natureza aproveita para recolher-se debaixo da terra, esperando a primavera para brotar e crescer.

DESARMONIAS FÍSICAS E EMOCIONAIS CAUSADAS PELO DESGASTE ENERGÉTICO DO RIM

Queda e embranquecimento precoce de cabelo, dores e fraqueza na região lombar, diminuição da audição, zumbidos no ouvido com som de cachoeira, labirintite, tosse crônica, asma, aversão ao frio, diminuição da libido, impotência sexual, infertilidade, dentes fracos, joelhos frios, ciatalgia, lombalgia, cistite, cálculo renal, indecisão, inércia, pânico, desapontamento e medos.

 

Eu sou Magali Silvestre e fui orientada por meus guias a compartilhar este conhecimento

Anúncios

O Músculo da Alma

O músculo da alma

A importância do psoas para a nossa saúde, vitalidade e bem-estar emocional.
O psoas é o músculo mais profundo e estabilizador no corpo humano , afetando o equilíbrio estrutural, a amplitude dos movimento, a mobilidade articular e o funcionamento dos órgãos do abdômen.
O músculo da almaÉ o único músculo que liga a coluna vertebral às pernas, é responsável por nos manter em pé e o que permite levantar as pernas para andar. O psoas saudável estabiliza a coluna vertebral e proporciona apoio através do tronco, além de formar um bom suporte para os órgãos abdominais.
Estudos recentes também consideram o psoas, um órgão de percepção composto de tecido bio-inteligente que incorpora literalmente, nosso desejo mais profundo de sobreviver e florescer. Ou seja, ele é o mensageiro primário do sistema nervoso central, por isso também é considerado um porta-voz das emoções (“borboletas na barriga”). Isto acontece, porque o psoas está ligado com o diafragma através do tecido conjuntivo ou fáscia, influenciando tanto a respiração, quanto o medo reflexo.
Um estilo de vida acelerado e o estresse geram uma descarga de adrenalina que cronicamente tensiona o psoas, preparando-nos para correr, entrar em ação ou contrair-se, como forma de nos proteger. Se mantivermos o psoas constantemente em tensão devido ao estresse, eventualmente, começarão a encurtar e endurecer. Assim dificultará a nossa postura e as funções dos órgãos que se localizam no abdômen, resultando em dor nas costas, dor ciática, problemas de disco, degeneração do quadril, períodos de menstruações dolorosas ou problemas digestivos.
O músculo da almaAlém disso, um psoas tenso envia sinais de voltagem para o sistema nervoso, interfere nos movimentos dos fluidos e afeta a respiração do diafragma. Na verdade, o psoas está tão intimamente envolvido nas reações físicas e emocionais básicas que quando está cronicamente estressado, envia constantemente sinais de alerta ao corpo, por isso pode afetar o esgotamento das glândulas supra-renais e do sistema imunológico . Esta situação é agravada pela maneira de sentar-se ou posições dos nossos hábitos diários, reduzindo nossos movimentos naturais e contraindo ainda mais os músculo.
Um psoas liberado permite alongar muito mais a parte posterior dos músculos e permite que as pernas e pélvis movam-se com mais facilidade e independência. Melhora a posição da coluna vertebral e de todo o tronco, com a consequente repercussão na melhoria das funções dos órgãos abdominais, da respiração e do coração.

Quando cultivamos a saúde dos nossos psoas, reacendemos nossas energias vitais que se conectam novamente com o nosso potencial criativo.
Em algumas filosofias orientais o psoas é conhecido como o “músculo da alma”, o principal centro de energia do corpo.Quanto mais flexível e forte é o psoas, mais será o nosso fluxo de energia vital através dos ossos, músculos e articulações.

O psoas seria como um órgão de canalização da energia, um núcleo que nos conecta com a terra , nos permite criar um suporte forte e equilibrada desde o centro da nossa pélvis. Assim, a coluna vertebral se alonga e, através dela, pode fluir toda nossa vitalidade.

Eu sou Magali Silvestre e fui orientada por meus guias a compartilhar este conhecimento

nariz-respiracaoO nariz tem um lado direito e um esquerdo; usamos ambos para inspirar e expirar.

Na verdade eles são diferentes: o direito representa o Sol, o esquerdo, a Lua.

Durante uma dor de cabeça, tente fechar a narina direita e usar a esquerda para respirar, dentro de cerca de cinco minutos a dor de cabeça deve ir embora.

Se você se sente cansado, faça o contrário: feche a narina esquerda e respire pela direita. Num instante sentirá sua mente aliviada.

O lado direito pertence ao “quente” (Sol) por isso esquenta rapidamente, o esquerdo pertence ao “frio”(Lua), a maior parte das mulheres respira com o lado esquerdo do nariz, então se resfriam rapidamente. A maioria dos homens respira pela narina direita e isso os influencia.

Repare no momento em que acordamos, qual dos lados respira melhor , ou mais? Direito ou esquerdo? Se for o esquerdo você se sentirá cansado. Então, feche a narina esquerda e use a direita para respirar, você se sentirá aliviado rapidamente.

Isso pode e deve ser ensinado às crianças, mas é mais efetivo quando praticado por adultos.

Meu amigo costumava ter fortes dores de cabeça e sempre ia ao médico. Houve um tempo em que sofria de dores de cabeça literalmente todas as noites, ficando incapacitado para estudar. Ele tomava analgésicos , mas não funcionavam. Ele decidiu tentar esta terapia de respiração: fechava a narina direita e respirava pela esquerda. Em menos de uma semana sua dor de cabeça foi-se. Continuou o exercicio por um mes.

Essa terapia alternativa natural, sem medicamentos é algo sem contra-indicação. Então, por que não tentar?